domingo, 4 de março de 2018

Alberto Pereira - Os adjectivos estão velhos - poema excelentemente dito por José-António Moreira)


Biografia:
Alberto Pereira nasceu em Lisboa em 1970.  É Licenciado em Enfermagem.  
Publicou em 2008, “O áspero hálito do amanhã”, Edium Editores. Participou em colectâneas de Contos e Poesia, das quais se destacam: Bicicletas para Memórias & Invenções IV e V (Companhia do Eu); Textos de Amor (Museu Nacional da Imprensa/QuidNovi). 
XII Concurso de poesia Agostinho Gomes 2011 - 3º classificado com o poema "Feridas"
Ganhou o 1º Prémio do Concurso de Poesia “Ora, vejamos” em 2008” e o 2º Prémio em 2009.
Venceu o Concurso de Conto “Ora, vejamos” em 2009.
No mesmo ano, 1º Prémio no Concurso de Poesia da ACAT.
Obteve o 3º lugar no Prémio Sepé Tiaraju de Poesia Ibero-Americana, entre as 3027 obras inscritas de 26 países.
Menção Honrosa no Prémio de Poesia, “O Bacalhau”.
Menção Honrosa nos XII Jogos Florais de Poesia de Monforte.
Colaborou no projecto, “À luz da leitura”, que visou levar a Poesia/Prosa aos portadores de deficiência visual no Brasil
Menção Honrosa no I Prémio de Poesia da Cooperativa Literária, em  2010
Menção Honrosa no Concurso Nacional de Textos de Amor, Museu Nacional da Imprensa
Finalista no 21º Concurso de Contos Paulo Leminski, Paraná, Brasil


Sem comentários:

Enviar um comentário