sexta-feira, 21 de março de 2014

A obra do grande pintor Alfredo Roque Gameiro

video
Alfredo Roque Gameiro (Minde, Alcanena, 4 de Abril de 1864 — Lisboa, 5 de Agosto de 1935) foi um grande pintor e desenhador português, especializado na arte da aguarela.
Filho de Manuel Roque Gameiro e de sua segunda mulher Ana de Jesus da Silva e neto paterno de Joaquim Rey Roque Gameiro e de sua mulher Maria de São Bernardo.
Estudou na Academia de Belas Artes de Lisboa, onde foi aluno de Manuel de Macedo, José Simões de Almeida e Enrique Casanova. Frequentou também a Escola de Artes e Ofícios de Leipzig, como bolseiro do Governo português, onde estudou litografia com Ludwig Nieper. De regresso a Portugal, em 1886, dirigiu a Companhia Nacional Editora e em 1894 foi nomeado professor na Escola Industrial do Príncipe Real. Com o seu nome existem três instituições em Portugal, duas delas na Amadora: a Escola Roque Gameiro (2º e 3º ciclo do Ensino Básico) e a "Casa Roque Gameiro" residência do artista e da família (actualmente espaço de exposições do município); a outra existe em Minde, sua terra Natal: o Centro de Artes e Ofícios Roque Gameiro, que inclui o Museu de Aguarela Roque Gameiro. A maioria das suas obras encontra-se no acervo do Museu de Minde (obras pertencentes ao museu e obras de familiares e da Fundação Gulbenkian em depósito).
Deu colaboração artística em diversas publicações periódicas, como é o caso do jornal humorístico A Comédia Portuguesa começado a editar em 1888, e das revistas Branco e Negro  (1896-1898), Brasil-Portugal (1899-1914) e Atlântida   (1915-1920) Ilustrou, juntamente com Manuel de Macedo (1839-1915), a Grande edição ilustrada de Os Lusíadas, publicada em Lisboa, pela Empresa da História de Portugal, em 1900.
Casou em Lisboa, Sacramento, com Maria da Assunção de Carvalho Forte (Lisboa, Pena - ?), filha de Manuel Forte e de sua mulher Guilhermina de Carvalho, com descendência
Uma Família de Artistas Roque Gameiro não deixou apenas uma vasta colecção de obras; deixou também uma família de artistas. Todos os seus cinco filhos foram importantes artistas por direito próprio :
·    Raquel Roque Gameiro Ottolini (1889-1970) foi uma reconhecida aguarelista e recebeu inúmeros prémios, incluindo a Medalha de Honra da S.N.B.A.
·         Manuel Roque Gameiro (1890-1944) trabalhou com diversos materiais, destacando-se na aguarela.
·         Helena Roque Gameiro (1895-1986) é conhecida pelas suas aguarelas de paisagens. Aos 14 anos de idade já ajudava o pai a ministrar um curso de pintura no seu atelier. Casou com o realizador de cinema Leitão de Barros (1896-1967).
·         Maria Emília (Màmia) Roque Gameiro (1901-1996) pintava a aguarela, gouache e óleo. Em 1925, casou-se com o pintor Jaime Martins Barata(1899-1970).
·         Ruy Roque Gameiro (1907-1935) morreu relativamente jovem, mas era já um escultor reconhecido, com obras em Portugal e Moçambique. VER MAIS

Sem comentários:

Enviar um comentário